fbpx
capa final ok

capa final ok

O Futuro Além do Mobile World Congress

Aprendi, com base em minha experiência, que o mercado de telecom é dominado pela tecnologia e pela inovação. É muito importante estudar as tendências, saber o que acontecerá amanhã especialmente para tomar decisões inteligentes hoje. Todo ano, nessa época, os holofotes ficam apontados para o Mobile World Congress (MWC), evento que decodifica o futuro e apresenta as maiores novidades de tecnologias móveis.
Mais de 60 mil pessoas visitaram o MWC 2018, durante quatro dias, em Barcelona, na Espanha. Só para se ter ideia, foram mais de 2 mil expositores de quase 200 países. Para a cidade da Catalunha, a feira gerou cerca de 465 milhões de euros (aproximadamente de 2,5 bilhões de reais). Isso não é tudo, mas já é muito.

MIL VEZES MAIS RÁPIDA

A tecnologia de transmissão de dados 5G, que oferece um salto quântico na capacidade das redes móveis de fornecer vídeo em alta qualidade, foi o grande destaque do MWC. E chega para elevar o nível da transformação digital. A questão da latência, no entanto, ainda precisa ser resolvida se a quinta geração da internet móvel quiser oferecer a promessa de uma experiência de visualização perfeita.
Isso exigirá que o setor adote uma infraestrutura de rede móvel mais flexível, virtualizada e definida por software, além da computação de borda móvel – que promete possibilitar experiências únicas na era da internet das coisas (IoT, na sigla em inglês). Vale ressaltar que o 5G será até 1000 vezes mais rápido do que o atual 4G e permitirá baixar um filme completo em menos de um segundo.

MAS, E NO BRASIL?

Algumas operações comerciais, como AT&T e Swisscom, já foram anunciadas e devem chegar em breve ao usuário. No entanto, o smartphone 5G ainda não chegou. Nenhuma empresa trouxe a novidade. Se espera, porém, que a tecnologia 5G venha em breve, inclusive antes mesmo do Samsung Galaxy S10 (o S9 foi lançado agora em Barcelona).
Essa estimativa, infelizmente, não serve para o Brasil e para a América Latina. De acordo com dados da GMSA, consórcio que representa os interesses das operadoras de telefonia móvel em todo o mundo, as primeiras redes deverão se tornar viáveis somente a partir de 2020. E apenas em 2025, daqui a sete anos, poderão ter alguma escala considerável, quando poderão chegar a 45% de cobertura e 52 milhões de usuários.

O REINADO DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Outro benefício muito importante do 5G é a capacidade adicional de lidar com outras tecnologias, como a Inteligência Artificial (IA), por exemplo. Como nesse setor tudo voa, uma coisa é certa: é apenas uma questão de tempo para a IA chegar ao setor de telecomunicações.
Em vários estandes do prestigiado evento haviam dispositivos espalhados com inteligência artificial e aprendizado de máquina. IA é a chave para gerenciar, usar e dimensionar os ricos conjuntos de dados habilitados pelas tecnologias conectadas. Estamos realmente em uma fase de aceleração, tanto em 5G como em inteligência artificial.

DE TUDO UM POUCO

Para mim, também está bem claro que a realidade aumentada (RA) levará a IA ainda mais longe.  E de acordo com a Gartner, empresa de consultoria e pesquisas, “até dezembro de 2018, o Google espera que quase todos os novos smartphones Android sejam habilitados para RA, o que tornará as novas experiências e as personalizações mais comuns”.
Além do 5G, da IA e da RA e do Galaxy S9, outros temas foram discutidos em Barcelona, como a Internet das Coisas, a Geração dos Millennials, a Indústria 4.0... Porém, são assuntos que abordarei uma outra hora por aqui.
O mais importante, agora, é aproveitar todos esses insights para que a equipe da Spring Telecom esteja sempre envolvida com o futuro, buscando novas soluções e oferecendo o melhor aos nossos clientes.

WhatsApp (11) 93023-8494