fbpx
pexels photo

pexels photo

As melhores práticas de BYOD na sua gestão de TI

O futuro da tecnologia é mobile, com acesso a dados a todo instante e em qualquer lugar. E isso está intrinsecamente ligado com o conceito de BYOD, do inglês Bring Your Own Device ("traga seu próprio dispositivo"). É que as empresas e os colaboradores estão mudando com a adoção de dispositivos móveis.
Assim como toda nova tendência do mundo tecnológico, o BYOD tem benefícios e traz desafios para que a sua implantação seja satisfatória. A política de implantação em uma empresa deve ser cuidadosa para garantir um ambiente seguro e produtivo.
Saiba como as melhores práticas do BYOD podem ajudar no uso de dispositivos móveis nas empresas.

O que é BYOD?

Os dispositivos móveis estão se tornando nossos assistentes pessoais no dia a dia, sendo utilizados para as mais variadas áreas e tarefas. Revolucionando o comércio, as viagens, a comunicação e, inclusive, o aprendizado, eles estão tomando o caminho natural e também influenciando o ambiente corporativo.
O conceito de BYOD é uma nova estratégia na gestão de TI das empresas e tem como principal pilar dar ao colaborador uma escolha: a utilização do seu próprio dispositivo para acessar o ambiente e os dados da empresa, transformando, assim, qualquer aparelho que esteja à disposição em uma ferramenta que otimize a sua produtividade. Isso pode ajudar na tomada de decisões onde quer que ele esteja.

Quais são as melhores práticas do BYOD e como elas podem ajudar sua empresa?

Assim como qualquer novo conceito, o BYOD oferece benefícios e desafios que devem ser trabalhados por quem quer obter os melhores índices de satisfação e contribuir para o ambiente corporativo de fato.
As melhores práticas do BYOD visam ajudar na utilização e, consequentemente, na administração dos dispositivos móveis que são trazidos pelos colaboradores.
As etapas para a aplicação do BYOD passam por:

  • Planejamento: visa entender como permitir o acesso aos dados corporativos e definir quem terá acesso a partir de dispositivos pessoais.
  • Segurança e gerenciamento: selecionando as camadas de segurança que serão aplicadas para proteger tanto os dados da empresa quanto os dados pessoais presentes nos dispositivos. Também é necessário determinar como acontecerá o gerenciamento dos dados e dos dispositivos, uma vez que diferentes tipos de plataformas poderão ser utilizados;
  • Política de BYOD: é uma etapa importante, onde serão definidas as políticas para poder ter acesso em um dispositivo. Alguns exemplos de regras que devem ser considerados por uma empresa são:
    • Como identificar os dispositivos que estão acessando a rede;
    • Configuração simples e capaz de acontecer sem a necessidade de cabos;
    • Manter informações pessoais seguras;
    • Manter informações corporativas seguras e separadas das informações pessoais;
    • Gerenciar I/O de dados;
    • Monitoramento de dispositivos.
    • Suporte a dispositivos e usuários: além de permitir o uso dos dispositivos pessoais, o BYOD também deve se preocupar com o suporte, uma vez que é importante que o colaborador acesse os dados de forma satisfatória e segura.

Entre em contato com o nosso time de especialistas agora mesmo para saber como podemos ajudar na implantação dessa incrível forma de gerenciamento de dispositivos na sua empresa!

WhatsApp (11) 93023-8494